Conservado78




Luci Afonso


Você tem que usar batom vermelho, decote, salto alto. Beijar na boca, fazer sexo, muito sexo — minha terapeuta  recomendou.

— Com quem? — perguntei.

Depois de pensar um minuto, ela sugeriu:

Por que você não experimenta a Internet?

— Você acha seguro?

— Claro! É só mentir. Nada de Skype: é pretexto para sexo virtual. E não esqueça de estudar o perfil antes de fazer contato.

Após uma breve paixão não correspondida por um rapaz bem mais jovem, meu alvo agora eram homens entre quarenta e oitenta anos, que procuravam mulheres na mesma faixa de idade.

Cadastrei-me no site Plus Two, onde se encontram pessoas para amizade ou namoro no Brasil inteiro, incluindo lugares de que ninguém nunca ouviu falar, como Boca do Acre e Maurilândia, no Tocantins.

Em 15 de julho, meu perfil entrou no ar: Bonitona54. Procuro homens entre 40 e 80 anos exclusivamente para relacionamento amoroso.

Recebi o primeiro e-mail do Plus Two:

         Bonitona54, você tem 10 mensagens.

àClique aqui para ler.

Cliquei.

Apesar de ter enfatizado o meu interesse em conhecer homens de Brasília, todas as mensagens eram de outros lugares.

Belarmino68 (Acre)

Tudo bem, querida? Gostei do seu perfil. Vamos conversar no inbox, meu anjo? A gente fica mais à vontade para falar o que quiser.

 Robson49 (Maceió)

Vc é linda, meu amor. Tem Skype? Mande o link. Beijosss deliciososss.

 Aron34 (Turquia)

Tudo boa? Sorriso bonita. Vc solteirra? Eu também solteirra. Ligar webcam. Ver sua corpo.

         Seguiam-se outras sete mensagens, no mesmo teor. Assustei-me: será que todos iam assim direto ao ponto?

         Em 16 de julho, recebi o segundo e-mail:

Wow, Bonitona54! Há muita atividade no seu perfil!

à Clique aqui para conhecer... ele pode ser a pessoa certa para você!

 Examinei a lista. Apenas um brasiliense: Conservado78.

         Apesar da idade limítrofe, a foto de um simpático senhor de óculos e bigode me animou a iniciar a conversa. Nem me preocupei em ler o perfil.

Cliquei.

— Olá, Conservado78.

— Olá, Bonitona54. Você é bonita.

— Obrigada.

— Por nada.

— O que vc faz?

— Sou aposentado. E vc?

— Também.

— Que bom!

—Qual seu hobby?

— Cozinhar.

— O meu também.

— Que bom!

— Qual sua especialidade?

— Massas.

— A minha também!

— Que bom!

—O que vc acha do Brasil na Copa?

— Acho que vai ganhar. E vc?

— Também acho.

— Que bom!

— Vc gosta de Brasília?

— Gosto. E vc?

— Também.

— Que bom!

— Vc é solteiro?

— Viúvo. E vc?

— Também sou viúva.

— Hum. Há quanto tempo vc não...?

— Quatro...

— ...meses?  

— ...anos. E vc?

— Dois...

—...anos?

— ...meses. Vc quer...?

— Quero!

— Te pego às oito.

O estado físico de Conservado78 não fazia jus ao codinome as pálpebras caídas quase tapavam os olhos, as rugas eram tão bem marcadas que pareciam esculpidas.  Tinha uma voz velha, baixa e trêmula, e repetia várias vezes a mesma frase. Pisava na embreagem com tanta força que o carro andava aos solavancos. Durante o trajeto, pus a mão bem próxima da caixa de câmbio para que roçasse a mão dele, mas ele nem notou. No escuro do teatro, esperei que ele tomasse a iniciativa de me abraçar e até beijar, mas niente. Ele estava extasiado com a gritaria no palco esqueci de dizer que assistíamos a uma ópera.

Saímos algumas vezes, Conservado78 e eu. Três, para ser exata, com o mesmo destino: IV Festival de Ópera de Brasília, Teatro Nacional. Na terceira noite, descobri que ele também não lera o meu perfil. Combinamos de fazê-lo assim que estivéssemos em casa. Liguei o computador. Lá estava: Conservado78. Procuro mulheres de boa aparência entre 40 e 80 anos exclusivamente para companhia em apresentações de ópera.  

Imediatamente deletei o perfil dele, o meu e todo o Plus Two. Assim terminou minha experiência de relacionamento na Internet.

Minha terapeuta agora sugere que eu me matricule num curso de dança de salão. Parece que muitos casamentos começam ao primeiro rebolado da salsa e só terminam aos últimos acordes do tango, com uma infinidade de volteios e coreografias. Sem descompassos nem contratempos.

Comentários no Facebook:

Ceres Marylise Rebouças Luci querida: abri o link e li toda a página. Penso que a dança de salão seria a melhor opção. Li também todo o restante da página e lhe agradeço por incluir-me no texto sobre nossa posse na ALB- DF. Beijos com saudade de todos.
7 de setembro de 2014 às 14:10

Rose Rocha Pink Ótima crônica, amiga. Bjks
8 de setembro de 2014 às 09:06

Vânia Moreira Diniz Parabéns pelo blog Luci querida. Adorei!

10 de setembro de 2014 às 23:51

                                                                                                        

Postagens mais visitadas deste blog

Roupa de época

Os personagens e seus nomes

A escrita de uma crônica*