domingo, 4 de dezembro de 2011

Canto das Letras IV



A última edição do ano do programa Canto das Letras vai contar com a participação da escritora e jornalista Dad Squarisi; do economista, filósofo e escritor André Sathler, e do músico Carlinhos Piauí.

Num bate papo informal, J. Abreu e Isolda Marinho conversam com os convidados sobre literatura, processo de criação, prazeres e dificuldades da arte de escrever.

Os convidados

Dad Squarisi nasceu no Líbano, é professora, jornalista e escritora, residente em Brasília desde 1968. Cursou Letras na UnB e fez especialização em Linguística e mestrado em Teoria da Literatura. Exerceu a função de consultora legislativa do Senado Federal. É editora de Opinião do Correio Braziliense, comentarista da TV Brasília e professora de edição de textos do Centro Universitário de Brasília. Assina as colunas Dicas de Português, publicada em 15 jornais do país; Na Ponta da Língua, publicada no suplemento infantil Super, do CB; e Língua Solta, destinada a pré-vestibulandos. Participa de bancas examinadoras de concursos e ministra palestras sobre comunicação e expressão oral e escrita. Tem 5 obras publicadas com este tema.

André Sathler é economista, mestre em Informática e Comunicação e doutor em Filosofia. Escreve regularmente para periódicos científicos e tem dois livros acadêmicos publicados. Lotado no Cefor, no Núcleo de Interação Cidadã, da Coordenação de Educação para a Democracia, começou na literatura, participando de concursos de poesia e publicou seu primeiro romance Davi no Divã (Jacyntha Editores). Atualmente, tem dois romances aguardando publicação, 391 e Reflexos.

Carlinhos Piauí é poeta cantador, vencedor de festivais de música, formado em percussão pela Escola de Música de Brasília. Defensor da cultura popular, traz na bagagem histórias de seu povo, lendas, folguedos e a alegria de sua gente nordestina. Gravou dois cds: Conterrâneo e Estrada e Terreiro. Entre suas influências: Jackson do Pandeiro, Ivanildo Vila Nova, Luis Gonzaga e Alceu Valença Atualmente, é diretor cultural da Administração Regional do Gama. Autor do projeto Caravana Cantadores das Águas, em que faz o levantamento sobre os costumes e tradições do povo ribeirinho do rio Parnaíba no Piauí, onde documenta os diversos expoentes da cultura popular da região.

 

 Serviço

Canto das Letras
9 de dezembro
12:30h
Auditório da TV Câmara
Câmara dos Deputados
Entrada franca
#Compartilhe:

sábado, 3 de dezembro de 2011

Canto das Letras III




O Espaço Cultural Zumbi dos Palmares promoveu no dia 11 de novembro, com o apoio da TV Câmara, mais uma edição do programa Canto das Letras. Realizado mensalmente, agora no horário do almoço, a fim de possibilitar a maior participação dos colaboradores da Casa, o Canto das Letras recebeu a presença da cantora Marina Andrade e dos escritores Anderson Braga Horta e Francis Espíndola, que apresentaram ao público a paixão pela arte e as diferentes visões que possuem da literatura.

A primeira cantora a participar do programa, revelou gostar mais de compor do que cantar. “Adoro colocar música num texto já pronto. Seja de poetas consagrados, seja de poetas menos conhecidos, como meus amigos poetas de Brasília. Em alguns casos, parece que a melodia já vem certa para aquelas palavras”, explicou Marina.

O tema-chave dessa edição foi a diferença de inspirações que levam pessoas tão diferentes a possuírem o dom da literatura e da música. Anderson Braga, 77, e Francis Espíndola, 19, contaram como veem a literatura atualmente e quais são as expectativas dos artistas para os próximos anos. As motivações que os levam a seguir uma carreira artística com aspirações e visões de mundo tão diferentes, tendo como influência a diferença de idade, tornou o papo ainda mais interessante.

Ao ser questionada sobre o futuro e se existem metas a alcançar na área literária, Francis respondeu não ter qualquer pretensão de escrever muitos livros, nem ganhar prêmios. Apenas escreve e pretende seguir escrevendo, enquanto tiver inspiração.
Anderson deixou uma mensagem para os jovens escritores de hoje: “Vivam, aproveitem a vida e o tempo, sem se deixar levar pelos modismos. Leiam, escrevam”.”

O programa

Em formato de talk-show, o Canto das Letras alia música e literatura, contemplando artistas de Brasília. O apresentador, em um bate-papo informal em que a plateia pode participar, faz a leitura dramatizada de textos dos escritores e conversa sobre carreira e processo de criação, entremeando com as composições.

Convidados

Anderson Braga Horta

Mineiro de Carangola, em Brasília desde 1960, o poeta, contista, ensaísta e crítico literário foi Diretor Legislativo da Câmara dos Deputados. Membro do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal, da Academia Brasiliense de Letras e da Academia de Letras do Brasil, Anderson tem mais de 30 obras publicadas. Entre muitos títulos, é vencedor do Prêmio Jabuti de 2001, pela Câmara Brasileira do Livro, e do Prêmio Internacional de Literatura Brasil-América Hispânica, em 2007.

Francis Espíndola

Brasiliense, 19 anos, estudante do terceiro semestre do curso de Letras-Português na Universidade de Brasília, a jovem escritora Francis Espíndola Borges começou a escrever aos 11 anos. Fez um projeto de livro romance infanto-juvenil por volta dos 14 anos e, a partir daí, mantém cadernos e blogs literários. Enquanto aguarda o resultado do Prêmio Literatura do Sesc, ao qual concorre com um livro de contos, Francis frequenta, há um ano, o Núcleo de Literatura do Espaço Cultural Zumbi dos Palmares, onde troca experiências, aprende e se aperfeiçoa na arte de escrever, que faz tão bem.

 Marina Andrade
Cantora, compositora e violonista, Marina Andrade tem um trabalho vasto em musicar textos de poetas consagrados, dentre eles Cecília Meireles, Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Augusto dos Anjos e Fernando Pessoa.

Merece destaque é o CD Versos Íntimos, de Augusto dos Anjos, com nove poemas musicados, nas versões blues, pop, samba, rock e folk. Marina é produtora de trilha sonora para espetáculo teatral e do documentário Eu, estranho personagem, produzido pela TV Senado. Gravou ainda os CDs E a canção é tudo, de sambas antigos, e Canção Excêntrica, com músicas sobre poemas de vários outros poetas consagrados.

Revista da Casa - Câmara dos Deputados, nº 149, 28/11/2011

Canto das Letras
Realização: Espaço Cultural Zumbi dos Palmares
Apresentação: J. Abreu
Produção: Isolda Marinho e Goya Oliveira
#Compartilhe:
© LUCI AFONSO| A Crônica Brasileira