Pular para o conteúdo principal

Revisar o próprio texto


Repassar o próprio texto, à procura de falhas de concepção e redação, pode salvar o dia

Revise cada escrito, do texto a ser publicado ao e-mail mais despretensioso. Na revisão, é preciso fingir ser o próprio leitor de um texto que você fez, para buscar as questões que o rascunho pode ter deixado de fora. O leitor ou ouvinte não deve passar pelas dificuldades que você passou ao ler o próprio original.

Leitura final

- Tenha em mente o projeto de texto que você se propõe.

- Confira se o texto flui ponto a ponto.

- Verifique se afirmações se antecipam a eventuais indagações do leitor.

- Corte o que for irrelevante.

- Não omita informações; não exagere nos detalhes.

- Não insista em fatos de que o leitor já disponha.

- Disponha de forma linear os elementos da frase.

- Não desvie do assunto.

- Veja se os trechos não devem ser distribuídos noutro ponto do texto.

- Não repita conectores, muitos "que" para iniciar explicações ou restrições a termos já expostos.

- Busque palavras com sentidos apropriados ao tema.

- Evite usar termos como se fossem sinônimos ou antônimos, mas que não têm real relação semântica.

- Faça revisão gramatical do escrito. Três vezes.

- Quanto terminar, pare.


Fonte: Revista Língua Portuguesa nº 51, janeiro de 2010