Pular para o conteúdo principal

Resolvida


Luci Afonso

Você finge que não me vê. Eu a enxergo em todos os detalhes.

Sua roupa tem um colorido deslumbrante. Seus acessórios são grandes e caros.

Sua voz tem um verniz que se despedaça à menor contrariedade. Seus olhos bem maquiados choram lágrimas rasas.

Seu umbigo é uma cratera em que se perdem até grandes obras da história universal. O pensador de Rodin foi tragado para o fundo e nunca mais pensou.

Você tem cursos, nós já entendemos, mas quem não os tem?

Sua música é paródia. Seus versos, caricatura. Sua voz, desafinada. As pessoas a aplaudem para puxar o saco.

Seus pés estão gordos e mal cabem nos sapatos de grife. Você está achatada como um sapo no pântano. Logo começará a coaxar.

Ah, se você me visse!...

Eu me espelharia na sua autoconfiança.

Apreciaria seu bom gosto, sua sofisticação, sua sensibilidade.

Aplaudiria sua música, seus versos, suas criações, e poderia até acreditar em... genialidade!

Admiraria sua silhueta madura e seus pés bem fornidos. Sua voz soaria doce como a de um pássaro no bosque.

Mas você finge que não me enxerga, e eu a vejo em todos os detalhes.