Pular para o conteúdo principal

Parabéns pra você

Luci Afonso





Querida,


O bolo estava na geladeira, junto com os refrigerantes. As velinhas e a caixa de fósforos, na primeira gaveta do armário da cozinha. O forro bordado para a mesa estava na cristaleira.

Duzentos balões amarelos enfeitavam a sala e o jardim. Os fogos de artifício estavam prontos e eram iguais aos que vimos na praia no réveillon.

Meu amor,

Pendurei seu vestido na parte direita do guarda-roupa, junto com as sandálias novas e as jóias que sua avó te deixou. Espalhei margaridas pelo quarto, para que você acordasse num mundo branco e perfumado. Arrumei sua coleção de ursinhos e bonecas na estante.

Seu pai tinha uma surpresa escondida na garagem. O Léo ligou bem cedo para ser o primeiro a te dar os parabéns — o presente dele era uma lembrança do primeiro beijo. A viagem à Disney, eu tinha acertado com a mãe da Carol para as férias de julho.

Filhinha,

Estava tudo pronto para a festa, mas você não despertou na manhã de sol morno e vento suave. O bolo ficará esquecido na geladeira e as velinhas não serão acesas. O vestido perderá a cor. As bonecas e ursinhos não sorrirão mais.

Meu anjo,

Plantamos as margaridas ao seu lado, guardamos os fogos e soltamos os balões para que te acompanhassem entre as nuvens. Com os olhos secos e as mãos vazias, esperamos que você renasça noutra manhã inundada de luz.