Entrevista com o Poeta

Luci Afonso







(Para Marco Antunes)




O que é uma chave?
Uma chave é intenção, descendência, perpetuação, legado.

O que é uma pedra?
Uma pedra é diamante, armadilha, maldição, ofício.

O que é uma nuvem?
Uma nuvem é desejo, fuga, imaginação, delírio.

O que é um marco?
Um marco é sinal, anunciação, salto, destino.

Uma chave, uma pedra, uma nuvem, um marco têm algo em comum?
Sim. Tudo o que existe abriga a poesia.

Como encontrá-la?
Primeiro, capture uma borboleta amarela num jarro de vidro, ponha na janela ao primeiro sol da manhã e liberte-a em seguida. Observe o vôo.

Depois, escolha a sombra de uma árvore antiga, forre o chão com veludo vermelho e jogue nele algumas pedras preciosas. Note como elas deslizam.

Assim que puder, siga confiante, pelos olhos verde-musgo de um poeta já nascido, os vestígios deixados nessa busca pré-histórica.

Quando se aproximar, segure mais forte a mão do seu guia. A poesia só se deixará tocar em silêncio, mas, uma vez encontrada, se mostrará dócil e breve. Solte-a, deixe-a também alçar vôo e desfrute a beleza anunciada.

Postagens mais visitadas deste blog

Roupa de época

Os personagens e seus nomes

A escrita de uma crônica*