Livros

Velhota, eu?
2007 (segunda edição 2013 e reimpressão em 2017)
Sinopse: É crônica tudo aquilo que for manchete na alma do cronista. Desabem sobre o mundo as torres da insensatez humana, para o cronista, no entanto, sem traumas ou vergonha, a grande notícia do dia pode ter sido a morte de um simples quati na garagem de seu prédio.
Ele, o cronista, nos envia do fronte o desesperado relato de uma flor que sucumbe à indiferença da tarde. É essa sua manchete! E que não lhe julguem os que não ponderam a métrica subjetiva da sensação de um poeta!
Pois é nesse gênero sempre tão contemporâneo, sempre tão mais livre que os rigores da poesia, que hoje nasce para as prensas Luci Afonso.
Luci tem um senso de observação da realidade que não permite fragilidades, não recebe de bom grado suscetibilidades morais ou expectativas de sentimentos previsíveis. Tem olho clínico para a hipocrisia social e a delata sem cerimônia ou lubrificação de eufemismos. Aqui, vale o que está escrito. E como está bem escrito!




O Guardião da Manhã
2009 (FAC)
Sinopse: O Guardião da Manhã é o segundo livro de crônicas de Luci Afonso, publicado com recursos do Fundo da Arte e da Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal.As crônicas de Luci Afonso associam pitadas de ternura e poesia a diálogo.




Senhora dos Gatos
2012, finalista do 55º Prêmio Jabuti de Literatura 2013 na Categoria Ilustração e vencedor do 14º Prêmio de Excelência Gráfica Jorge Salim 2013 na Categoria Design Gráfico.
Sinopse: A história de uma mulher madura que se abre para a vida e cria laços afetivos inesperados. No cotidiano feminino descrito com as garras da ironia e com o ronronar da sensibilidade, a alma felina se liberta e toma posse do território das palavras.


Postagens mais visitadas deste blog

Roupa de época

A escrita de uma crônica*

Os personagens e seus nomes